Thursday, April 09, 2009

A voz de Cordeiro, de Narciso, de Platão...


Era 1999... Nessa época eu estava muito entusiasmado com a minha primeira experiencia em cinema e roteiro. A idéia era fazer algo realmente sincero e genuíno no campo do desenho animado. Eu comecei escrever e desenhar... e nos meu desenhos sentia que meus traços buscavam (de novo) o Belo. Esta voz de Platão encontrou o Seu Narciso (que, por sua vez, encontrou Briamonte, Adoniran e Cordeiro)...

O album "Terceiro Sinal" de Edson Cordeiro foi como um oráculo - misterioso, sedutor, requintado. Entre uma faixa e outra, deslizava-me Por um fio numa busca do "belo". Fui mais profundo, mais sincero, e veio como a Primavera, suave brisa morna, cheia de flores. Adoniran soprou nos meus ouvidos, o clarone cínico e provocador, e acordei ouvindo (e vendo) os primeiros acordes desta obra-prima: "Despejo na Favela" sob os veludos de Miguel Briamonte e Edson Cordeiro...

Neste instante, subi meu terraço, e vi as lajes, os varais de roupa ao meu redor, curioso à procura do alvorecer. O Verão, Aos Pedaços, coloria(m) mais a minha vida e aquecia minha esperança. "Tudo está tão belo!" Assim, todo o meu imaginário foi convocado, e as memórias de Gabiru me ajudaram a compor o mundo de Seu Narciso. "O Despejo..", é na verdade um resultado disso - de uma convocação do belo e do verdadeiro. Seu Narciso, este Platão, prefere abrir janelas em busca das respostas neste mundo escravizado pelo aborrecimento...e reconhece, como Xerxes, um canto ao singelo, ao puro, a beleza simples da sombra de uma árvore.

"...e che sospiri la libertà!"

1 comment:

  1. Excelente produção.. você e a equipe estão de parabéns..

    legal a gente ter se conhecido no animódromo..
    abraços
    Cacinho

    ReplyDelete